II Conferência de Cultura do Estado da Bahia

Onde

Superintendência de Desenvolvimento Territorial da Cultura (SUDECULT), da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SECULT-BA) – 2007

Funções

Produção das etapas territorial (26 encontros), setorial e estadual. Mediação de grupos de trabalho e plenárias. Assessoria no desenvolvimento do material metodológico e na produção das publicações Cadernos de Cultura 1 e 2.

Sobre

A Conferência Estadual de Cultura da Bahia é um espaço destinado ao encontro entre cidadãos e representantes do governo, com o objetivo de debater e propor políticas e ações para os próximos anos. Promovida pela Secretaria de Cultura, em 2007 foi realizada sua segunda edição, mas a primeira que verdadeiramente estabeleceu um amplo diálogo com os gestores e agentes culturais dos 26 Territórios de Identidade da Bahia.

A II CEC-BA teve como objetivos estabelecer um processo de construção conjunta de formulação de políticas públicas, integrando os poderes públicos e a sociedade; apontar propostas de diretrizes para subsidiar a formulação de planos de cultura, nos seus recortes estadual, territorial e municipal; promover as articulações dos segmentos, grupos, organizações e instituições de cultura nas localidades e entre os territórios; e fortalecer o Sistema Estadual de Cultura.

Realizada em Feira de Santana, reuniu 2.042 pessoas de 269 municípios baianos. No total, 42.429 pessoas de 383 municípios (91,8%) foram envolvidas nas etapas municipal, territorial e estadual. Com o tema Cultura é o quê?’ gestores e agentes de cultura foram convidados a refletir sobre o lugar da cultura no município.

Durante a conferência foram realizados eventos paralelos: Encontro de Povos Indígenas; Encontro de Comunidades Quilombolas, Encontro de Profissionais de Comunicação; e Encontro do Fórum de Dirigentes Municipais de Cultura da Bahia. Além disso, promovemos apresentações de grupos artísticos, filarmônicas e corais, e tivemos os shows de Tom Zé, Elomar e Zé Celso Martinez.

O evento contou com a presença do ministro da cultura, Gilberto Gil, do governador Jaques Wagner, do Secretário Estadual de Cultura, Marcio Meirelles, além de representantes das comunidades quilombolas, dos povos indígenas e dos movimentos sociais ligados à terra.

Calendário
  • Encontros Municipais: Agosto e Setembro de 2007.
  • Encontros Territoriais: 17 de Setembro a 17 de Outubro de 2007
  • Conferência Estadual: 25 a 28 de outubro de 2007, em Feira de Santana

caderno_de_cultura_1-resultados_encontros_territoriais_2_cec_ba2_conferencia_de_cultura-bahia

 

As propostas coletadas durante os encontros territoriais foram sistematizadas na publicação Caderno de Cultura 1.

Os resultados da II Conferência de Cultura da Bahia compõem o Caderno de Cultura 2.

Você pode ter acesso a mais informações aqui. E neste link, você encontra o estudo realizado por Daniele Canedo sobre a II CEC – BA.

“A II Conferência Estadual de Cultura inaugura um diálogo necessário entre os poderes públicos, municipais, estadual e federal, e a sociedade baiana, visando ao desenvolvimento cultural da Bahia. A ampla participação implicou no respeito aos conhecimentos e papéis de cada sujeito social, bem como em compartilhamento e divisão de responsabilidades. Governo e sociedade aprendendo a formular propostas, debater projetos e negociar sem perder a autonomia e a capacidade de crítica. Só é possível formular e executar políticas públicas à altura da riqueza cultural da Bahia e de suas enormes necessidades através de uma relação cooperativa, transparente e sincera entre os poderes públicos e a sociedade”. (Carta de Feira de Santana, II Conferência Estadual de Cultura da Bahia).

Fotos: Daniele Canedo

Anúncios